quinta-feira, 18 de novembro de 2010

...Piadas Pessoais No Feriado...

Sabe aquela semana antes do feriado que você trabalha, trabalha, trabalha e a semana parece não passar, você até já tem planos para o fim de semana prolongado, está tudo certo e combinado, então nesta semana acontece a chamada lei de murphy em sua vida, tudo da errado, no cursinho, faculdade e etc, os professores passam aquele trabalho “importante”, em casa pode calhar até de um parente morrer e no seu emprego, ah sim no emprego, ali a lei de murphy pega pesado, o chefe começa a parecer um louco, o colega de serviço parece estar em outro mundo, você derrepente se vê perdido no meio da multidão. Acalmem – se aconteceu comigo, semana passada eu fui convidado para o noivado de um casal de amigos, até então tudo certo era só pegar o ônibus na rodoviária e ir, mas enfim, na quinta – feira começou o tormento, no trabalho foi pressão o dia inteiro, uma coisa de louco, a noite no curso, foi aquele debate sobre o tema do trabalho, e o pior vêm uma colega de classe e discorda da minha opinião como se eu não fosse nada, e não têm argumentos para me contrariar, uma outra colega entra no meio e com uma simples frase do texto, me quebra, e todas as minhas idéias e sugestões afundam como o titanic a tantos e tantos anos atrás, o professor não muito feliz entra no meio e começa a dar força para a classe que até então estavam só de ouvidos afinal a desgraça alheia e muito engraçada, pronto a quinta – feria acabou, sexta até que foi tranqüilo, mas no sábado poucas horas antes de tudo ficar para trás e aquele glorioso e merecido fim de semana prolongado se tornar real em minha vida, começa a chover, chego em casa recebo a notícia de uma parente que mora a mais de 932,06 milhas da minha casa faleceu, o técnico da internet aparece e eu não estava em casa para explicar o caso, mas a trancos e barrancos eu consegui sair de casa ainda com a esperança que tudo daria certo afinal, me esforcei a semana inteira para sobreviver e viver o tão merecido prêmio, chegando em meu destino tudo foi alegria o noivado mais lindo impossível, os noivos choraram, os familiares se reuniram os amigos perto e felizes o noivo romântico como sempre surpreendeu a noiva com um buquê de rosas, ou seja, tudo parecia ter acabo bem afinal na terça – feira eu faltei no emprego pensando que estava me dando muitíssimo bem, porém, na quarta quando eu apareci o chefe me tratou bem, com aquele sorrisinho cínico dele, e simplesmente falou que a “coisa” estava feia, quando eu entro na empresa, eu me deparo com todos os pedidos de compras feitos a base de pressão na semana anterior juntos me esperando para conferir e guardá-los, ou seja, voltei a minha realidade sem esperança porque o próximo feriado estava muito mas muito longe, e agora estou aqui perdido como sempre no meio dessa multidão torcendo para o meu chefe e o meu professor não me enxergarem por pelo menos um dia e claro torcendo para o sinal da internet ficar instável, afinal eu não sou de ferro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário