sexta-feira, 22 de abril de 2011

Um Grito

AAAAAAAAAAAAAAAAAHHHHHH


As vezes eu gostaria apenas de soltar um grito bem alto para o mundo, quem sabe alguem perceberia a minha existência, quem sabe me notariam, ou ate mesmo se perguntassem quem foi o estúpido, o idiota, o coitado, o fracassado, que deu esse grito.
As vezes eu gostaria de ser amado, eu posso estar rodeado de pessoas que dizem e provam me amar, mas parece que esse amor nunca e suficiente, que nunca me preenche do jeito que eu gostaria de ser preenchido, eu gostaria de saber o que significa esse sentimento que muitos dizem ter pela esposa, pelos filhos,e etc... Tudo o que eu sinto e o vazio dentro do meu coração ingênuo que acredita em tudo e em todos, que acredita nas promessas mais simples de amor, fidelidade, cumplicidade e companheirismo, esse coração que acredita que todos podem oferecer somente coisas boas, este que acredita que o mundo pode sim ser inocente de seus atos impensados, e que ao observar o mundo em que vive, se vê mais uma vez sozinho, triste.
Eu gostaria de dizer adeus ao mundo, adeus as pessoas que tentaram me amar, adeus a vida embora nada tenha me oferecido de bom gostaria apenas de não ter existido, de não ter sido mais um no meio dessa multidão, a tristeza que trago no peito doe, as lagrimas querem saltar e encontrar o chão frio, meu corpo quer se retorcer no canto de um quarto vazio e juntamente com meus olhos e meu triste coração chorar desesperadamente, por alguem pronto para me socorrer e me salvar
do nada, do ninguém que me tornei os anos passam os das acabam e onde estou o que sou? Não fazem diferença alguma.
Seguir em frente, não tenho motivos para continuar, mas motivos de sobra para interromper a viajem.



VandersonMT

Nenhum comentário:

Postar um comentário